Só o tempo leva embora um amor mal resolvido para sempre


Recebi uma mensagem às seis horas da manhã. Quando peguei o meu celular, o meu coração estava disparado, então pensamentos ruins e medrosos se instalaram em mim em fração de segundo. Não sei porque associamos coisas ruins com horas impróprias. Quando abri a mensagem, era o meu ex me dando bom dia, me perguntando se eu estava bem. Às seis horas da manhã, alguém do passado no Whatsapp, só posso resumir: bateu saudade, conversa fiada, flashback, brigou com a namorada ou quer um encontro.

Li a mensagem, virei para o canto e o sono não me abraçou mais. Ouvi o rapaz abrindo a porta da igreja para a missa das sete e, em silêncio, eu não sabia o que fazer. Perdi o sono! Levantar? Nem pensar. Virei para o outro lado, peguei o celular e fui ouvir Beto Guedes. Quando te vi, acalmou meus pensamentos, desacelerou meu coração e me bateu uma saudade de pessoas que amo e que não vejo há anos. Eu me senti nostálgica.

Às sete, eu me levantei e o padre começava a missa. A rua em silêncio rezava Ave-Maria, fui até a janela e percebi que o lugar que eu moro é lindo. Não sei o que estava acontecendo comigo, mas estava certa que todos os sentimentos estavam aflorados em mim. Não tive medo de cair em tentação e responder ao meu ex. Senti um vazio, uma angústia, mas ao mesmo tempo, eu estava certa que, mesmo com todos os sentimentos à flor da pele, ele não mexia mais comigo.

É bom sermos lembrados por alguém e até mesmo quando um passado nos acorda bem cedo. Eu me senti especial e estive certa que mesmo que meu ex estivesse afim de um passatempo, era apenas vontade dele e não a minha. Se essa mensagem fosse há alguns anos, certamente, em menos de quinze minutos, ele estivesse na minha porta, mas agora o tempo dele passou.

Como é perfeito sentir que alguém passou da data de validade. É muito bom olhar para um passado que foi importante para nós, que nos fez sofrer quando partiu e confirmar: acabou! Ele passou na minha vida, ficou nas páginas amareladas da saudade. Quando alguém parte nos causa desespero, mas com o tempo percebemos que esse partir precisava acontecer, porque não fomos feito para aquela pessoa.

Os anos se encarregam de nos mostrarmos que foi melhor assim, quando nos vemos melhor do que ele, quando temos alguém que o supere e quando há libertação plena. Como é bom sentir alívio quando aprendemos a nos impor e assumir: passou o seu tempo, a fila andou, e é hora de dar tchau para sempre.

Nem o sol, nem o mar, nem o brilho das estrelas, tudo isso não tem valor, se não tem amor de fato, se a relação é apenas para passar tempo. Realmente, nem o perfume de todas as rosas são iguais. Nada é igual. O tempo passou...

Autor do post Simone Guerra

0 comentários :

Postar um comentário