Não acredito em química, acredito em intensidades

Não sei se acredito em química entre as pessoas. Não sei se acredito em tesão. Não sei se acredito em chamamento... Não sei, mas tem pessoas que nos convidam, nos instigam e tem a capacidade de salientar em nós todas as sensações boas.

Eu nunca senti aquela atração fatal por alguém, mas senti amor profundo sem muitas descrições e cheio de simplicidade. Queria ver alguém feliz por mim ou que eu pudesse fazê-lo feliz de algum modo, e acredito que o amor seja isso.

Eu nunca senti meu coração disparar por alguém, mas bateu um sentimento do fundo da minha alma e me doei toda. Minha boca nunca secou, mas já me tiraram o fôlego muitas vezes apenas com uma respiração mais ofegante perto do meu ouvido. Nunca senti minhas mãos tremerem e suarem por alguém, mas o meu corpo já se entregou por completo. Nunca senti a tal química da paixão! E, se senti algumas das sensações que muitos descrevem sobre a paixão, confesso que nunca me perdi assim por alguém, mas amei. Amei tanto que me doei toda sem qualquer esperança da mesma entrega em troca.

Eu queria sentir esses sentimentos de paixão por alguém, confesso! Não acredito em química, acredito em intensidades, pois cada pessoa nos encanta de alguma forma e com seu jeito de conquista. Cada beijo é único. Cada abraço nos afaga diferente e cada olhar tem seus significados, logo acredito em singularidades.

Pode até existir química entre as pessoas, porque somos feitos de partículas e emoções. Dizem que a química é temporária, que tem um tempo para ficar e partir. A química deve ser parecida como degustar um Bordô, comer um pedaço de torta de chocolate com morango... A química precisa de duas pessoas que se encontram com seus sentimentos que batem um desejo incontrolável para se juntarem.

Não entendo muito bem disso, química. Acredito que aquela espera ansiosa de quando ele vem me ver; quando os meus pensamentos pensam nele o dia todo e a noite suspira da minha cama uma vontade de tê-lo para sempre, é a minha certeza de ter um alguém, uma química, um amor. Nunca senti essa atração cheia de reações físicas com ninguém, porém me senti envolvida de corpo, alma e desejos. Isto é química? Acredito que sim. E, se for assim, já vivi algumas vezes na pele e nos meus sentimentos todas essas parafernalhas ,que vêm dos nossos desejos involuntários de encontrar alguém que a química bate.

Se você já se sentiu como eu, sem qualquer reação de paixão como o coração disparar, a boca secar, as mãos esfriarem, não sei, não! Só sei que vivemos um alguém intenso e indescritível. Um sentimento de verdade por alguém vale mais do que o coração disparar... Será? Não sei... Não vivi isso "ainda".

Nada melhor do que ser atraído por alguém, querer trocar químicas e sentimentos. Nada melhor do que nos entregarmos as reações e combustões com alguém que tira nosso fôlego. E, se a química repelir, haverá outros gostares intensos e novos amores ao acaso. Não acredito em química, porque é temporário, logo, acredito no amor.

Autor do post Simone Guerra

0 comentários :

Postar um comentário