Felicidade é...

Buscamos a felicidade que se esconde nos detalhes de viver. Procuramos por uma sensação de bem-estar, de sorrisos constantes e, muitas vezes, não encontramos. Ficamos decepcionados, temos aquela sensação de frustração e esquecemos que aquele sentimento bom de sentir prazer está o tempo todo dentro de nós. A felicidade mora em nós... 

A felicidade nada mais é do que se sentir bem com você mesmo, mas algumas pessoas ainda acreditam que ser feliz é possuir algo que tanto deseja, e não é. Felicidade é estar em estado de graça com quem amamos: familiares, parentes, filhos e amigos. 

Mas, o que é a felicidade? A felicidade nada mais é do que explodir tesão dentro de si mesmo nem que seja por um segundo. A felicidade nada mais é do que borrar o rímel em lágrimas de sorrisos. A felicidade nada mais é do que aquele minúsculo minuto que a alma vibrou dentro do seu corpo. Foram inventando moda, conceitos e definições para se explicar aquele momento sensacional que cada um sente quando algo bom acontece, quando algum sonho se concretiza, quando somos surpreendidos por um sorriso espontâneo.

O filósofo Mário Sérgio Cortella, fala que a "felicidade não é um estado contínuo, que são instantes, são episódios da vida que te leva ao máximo". A felicidade é um piscar de olhos de alegria, é a intensidade do momento que você se entrega a mais profunda sensação de se sentir feliz, são pequeninos fragmentos de prazeres e sorrisos que tem duração curtíssima e que são percebidos com a alma.

Se você estiver esperando explodir em gargalhadas ou transbordar sensações que não existem, logo, você vai se sentir triste. O sorriso é o complemento da felicidade, mas não significa que você seja feliz. Felicidade é estar em estado de graça com você mesmo, é fazer amor com o seu bem-estar, é se sentir o máximo em apenas um segundo, é admitir que valeu à pena, mesmo que o vento tenha levado rápido demais aquele instante bom, inexplicável. Felicidade é aquele êxtase que não tem explicação, mas que você sentiu e que passou.

Os significados que temos do mundo já existiam muito antes de nascermos. Tudo é padrão, é senso comum, no entanto cabe a nós irmos mudando nossos conceitos. Inventaram que a felicidade é algo extraordinário, feita para poucos, feita para que tem tudo o que precisa, feita para quem tem dinheiro, quanta mentira! Felicidade é...

Felicidade é sentir aquele cheirinho fresco e quentinho do pão, comer o primeiro pedaço de pizza, tomar o primeiro gole de cerveja ou suco geladinhos no verão, estrear aquele vestido novo que comprou, beijar aquela pessoa que estava paquerando há algum tempo, sentir o olhar de alguém que você ama, almoçar com a família, caminhar escutando música, ver o sorriso de quem você aprecia... A felicidade são momentos, gestos, conquistas que acontecem na nossa rotina e que nos dão sensação de prazer e que nos colocam sorrisos.

Felicidade é o abraço do meu filho, o olhar do meu noivo, as ligações diárias dos meus pais, os amigos tocando a minha campainha, dormir até tarde nos fins de semana, ler um livro que me faz viajar, encontrar as pessoas que tenho apreço para uma conversa descontraída, uma taça de vinho a noite quando o dia foi difícil, pipoca e coca-cola no cinema... beijos... abraços... carinhos... tudo que me faz sentir viva...

A felicidade está escondida em você... Preste atenção! Quando os seus lábios sorrirem e você for tomado por um bem-estar inexplicável, aí moram os instantes felizes. Felicidade não é, é estar, é o momento sem expectativas duradouras. Ninguém é feliz o tempo todo, todos os dias, porque tudo que é bom passa rápido, só não podemos deixar que a alegria passe despercebida sem a certeza de que foi feliz.

- Simone Guerra

Autor do post Simone Guerra

0 comentários :

Postar um comentário